Motores

Nelson Silva quer "rodar mais forte" no Rali Terras d'Aboboreira

José Rocha

29-04-2021

A prova disputa-se a partir desta sexta-feira nos troços de Amarante, Baião e Marco de Canaveses.

Foto: VMotores

O Rali Terras D’Aboboreira decorrerá a partir desta sexta-feira, de 30 de abril a 1 de março. Sob a égide do Clube Automóvel de Amarante, a prova disputa-se em troços de Amarante, Baião e Marco de Canaveses.

Nelson Silva mostra-se ambicioso para a segunda prova da temporada do Campeonato Norte de Ralis. Acompanhado como sempre por José Janela, o piloto vianense quer rodar mais perto dos lugares da frente. Para trás ficam já a sólida exibição no Rali de Vieiro do Minho e os pontos importantes que a dupla conquistou, terminar em 5.º entre os que disputaram a Divsão 1 do Desafio Kumho e dentro dos dez primeiros na tabela pontual do CNR.

Foto: VMotores

Pele frente estão agora as desafiantes especiais em terra das serras da Aboboreira e do Marão, naquela que será apenas a segunda prova que Nelson Silva disputa na sua carreira nestes pisos, considerando o piloto de Viana que “será um desafio ainda maior. Vamos passar pelas classificativas já depois da enorme caravana do Campeonato de Portugal de Ralis e temo que, sobretudo na segunda passagem, os pisos estejam já degradados, tornando-os muito penalizadores para as mecânicas e apresentando dificuldades acrescidas e que podem condicionar a possibilidade de impormos um ritmo forte e constante. Mas, será igual para todos e vai ser também mais uma excelente oportunidade para eu fazer mais quilómetros, ganhar ainda mais confiança e evoluir a minha condução em terra”, disse.

Quanto a objetivos para a prova, Nelson Silva assume claramente que “vamos tentar estar uns degraus mais acima na tabela de tempos. Queremos chegar perto do Top 5 da geral e tudo fazer para alcançar o pódio entre os Kumho”, confiando o piloto “na enorme motivação que eu e o José Janela sentimos. Acreditamos muito neste projeto e vamos à luta para melhorar rali após rali”.

Nos quinze dias que separaram as duas primeiras provas da temporada do CNR e do 4º Desafio Kumho Portugal, o Mitsubishi Lancer EVO VI foi alvo de “uma revisão das suspensões e das transmissões e procedemos ainda à substituição do diferencial traseiro”.