A Câmara Municipal de Baião e a Sala de Estudos e Documentação do Doutor Orlando de Carvalho (SEDOC) vão assinalar o aniversário do jurista e professor catedrático Orlando de Carvalho, esta quinta-feira, dia 1 de dezembro, pelas 15h00, em Santa Marinha do Zêzere, nos Serviços Descentralizados do município de Baião.

A ministra da Justiça, Catarina Sarmento e Castro, vai estar presente nas comemorações do aniversário de Orlando de Carvalho, que terá como tema principal a “Justiça e Direitos Humanos”.

Este evento “pretende relembrar a ação de um homem que, para além da vida académica, foi ativista político e resistente anti-fascista, poeta e dinamizador cultural”, explica o município de Baião em nota de imprensa.

José Manuel Teixeira de Sousa e Helena Isabel Carvalho, responsáveis pelo SEDOC, salientaram “que não poderia haver melhor evocação da memória de Orlando de Carvalho, que tendo uma ampla e notória intervenção cívica ao longo da vida, sempre referiu que gostaria de ser lembrado nessa área, não como político, mas sim como um incansável e intrépido defensor dos direitos e liberdades”.

O convite é aberto ao público em geral.

Biografia Orlando de Carvalho

Orlando de Carvalho é natural da freguesia de Santa Marinha do Zêzere, concelho de Baião. Estudou na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, onde se tornou professor de Direito e foi considerado o “terror” dos estudantes pelo seu “rigor” e “exigência” na avaliação.

Foi preso pela PIDE e lutou contra o regime fascista, após o 25 de Abril foi convidado para pertencer ao I Governo Provisório, na qualidade de Secretário de Estado da Reforma Educativa.

Em 1976 foi eleito como independente nas Listas da Aliança do Povo Unido (coligação do PCP com o MDP-CDE) para membro da Assembleia Municipal de Baião. Em 1997 presidiu também como independente à Comissão de Honra da candidatura do Partido Socialista à Câmara Municipal de Baião.

Acabou por falecer a 26 de março de 2000 na sua terra natal.