Depois de dois anos de interregno, a 17ª Festa Internacional das Camélias voltou às ruas de Celorico de Basto, nos dias 19 e 20 de março.

O evento contou com a visita de “milhares de pessoas, inclusive espanhóis, brasileiros e e peruanos que participaram no concurso de camélias, a atividade rainha deste certame”, refere o município de Celorico de Basto. 

O presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, José Peixoto Lima destacou “a envolvência da comunidade nas atividades desenvolvidas e a grande afluência a Celorico de Basto durante o fim-de-semana memorável. Esta é uma festa de toda a comunidade e isso ficou bem patente pela forma como decoraram as suas casas, as montras e varandas, como desfilaram no cortejo das camélias, como se envolveram na decoração de mesas de camélias e muros de camélias, como viveram intensamente cada momento deste fim-de-semana”.

O autarca sublinhou também a apresentação do protocolo “que será formalizado em breve” com a Universidade de Trás os Montes, a Cooperativa Árvore e a Escola Profissional Agrícola Eng. Silva Nunes, “que irá desenvolver um laboratório vivo de camélias em Celorico de Basto”.

A festa contou o desfile temático das escolas, ipss´s e entidades, “com alguns grupos a fazerem alusão à guerra manifestando solidariedade para com o povo ucraniano”. Seguindo-se a batalha das flores “a povoarem os céus de Celorico de Basto”

A exposição e concurso de camélias contou com várias mesas premiadas, com a Casa das Camélias – Boiro -Espanha, a receber o 1º prémio de melhor Cultivar de Camélia de origem Portuguesa, a Pilar Bargiela, Espanha, recebeu o primeiro prémio do melhor conjunto de camélias, o Angeles Piñeiro, Espanha, foi galardoado com o 2º prémio da mesma categoria e a Associación galega da Camélia, Espanha foi premiado com o 3º lugar. 

O Prémio para melhor exemplar de camélia Japónica foi atribuído à Cas do Tojal – Molares – Celorico de Basto, o prémio para melhor exemplar de camélia reticulata foi atribuído a Abílio Jorge Gonçalves Bastos – Celorico de Basto e o prémio para melhor exemplar de camélia hibrida foi atribuído a Isabel Pados Rodrigues – Galiza- Espanha. Na categoria de melhor decoração de mesa com camélias o 1º lugar foi atribuído à biblioteca Municipal Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, o 2º lugar foi para a Associação de Futsal de Celorico de Basto e o 3º lugar foi para a Universidade Sénior de Celorico de Basto.

Estiveram em exposição 52 mesas com concorrentes de vários pontos do país e do mundo. 

Ao longo do fim-de-semana decorreram visitas aos jardins de camélias, públicos e privados, orientados pelos elementos que integram a Rede Municipal de Interpretes e Guias.