O Vitória Sport Clube encontrou o seu presidente para o próximo triénio 2022-2025

Esta foi a segunda tentativa do empresário de 45 anos que, a título de curiosidade, é nascido e residente no Porto, para conseguir chegar ao posto máximo do clube, depois de ter ficado em 2º lugar nas eleições anteriores.

Representando a lista A o candidato conseguiu 62,5 por cento dos votos, uma vitória histórica e que corresponde a 4148 dos 6637 votos registados nestas eleições.

Alguns sites de apostas online já reagiram à mudança, com as odds do clube vimaranense a serem afetadas de forma positiva para o que resta desta competição da Liga Portugal Bwin, em que, neste momento, se encontram na 6ª posição.

Importância destas mudanças nos clubes

Num outro âmbito deste tema, a “aposta” realizada por Miguel Pinto Lisboa, o presidente que se encontrava então em funções, foi claramente perdida, tendo sido o primeiro presidente da história a não conseguir renovar o seu cargo.

Miguel Pinto Lisboa finalizou a votação na segunda posição com apenas 18,7 por cento dos votos, enquanto o outro candidato, o ex-futebolista Alex Costa, teve uma percentagem muito semelhante com 17,5 por cento.

Apesar da boa afluência às urnas de voto, esta votação acabou por não superar os números que existiram em 2019, sendo que nessa edição Miguel Pinto Lisboa bateu Miguel Cardoso, as duas únicas listas existentes.

O agora presidente do clube da cidade berço também afirmou que o time não se pode continuar a contratar jogadores por 1 milhão ou 1 milhão e meio, pois não cabe no orçamento do time. Uma tentativa clara de confrontar a má gestão anterior.

No que toca à posição do Vitória SC em relação às instâncias reguladoras do futebol em Portugal, Miguel Cardoso também fez questão de referir que “terão uma união interna, com os sócios juntos, sendo totalmente independentes e sem submissões a federações, ligas e outros clubes”.

Impactos da novidade no universo desportivo e nas apostas

Para além destas mudanças nos maiores cargos do futebol português terem um impacto em termos desportivos e económicos, os mesmos acabam por ser importantes também para a contextualização de um clube nas apostas online.

Tomando o Vitória SC como exemplo, este é um clube com ambições em chegar a lugares europeus todas as temporadas e que não conseguiu o mesmo no ano anterior, tentando assim projetar neste final do campeonato para almejar a melhor posição possível.

Os mercados de apostas estão completamente atentos a estas movimentações, sendo que as odds continuam a sofrer ligeiras alterações para o que resta do campeonato, sobretudo nos jogos mais importantes.

Um novo presidente traz, sem margem de dúvidas, uma nova dinâmica a um clube, qualquer que seja a posição, mas ainda mais para um emblema história como o vimaranense, que não tem vivido temporadas de grande nível.

A importância destas mudanças poderá não ser efetiva a curto prazo, mas certamente que as dinâmicas existentes serão alteradas, passando não só pelo futebol em si, mas também nas outras modalidades representadas.

É de enorme relevo salientar que estas mudanças têm tendência a que venham associadas outras apostas no quadro técnico, algo que também poderá acontecer no Vitória SC, apesar de Pepa não ser um dos treinadores mais criticados dos últimos anos neste clube.