Após dois anos, o Mercado Histórico de Lousada está de volta a Lousada de 3 a 5 de junho, na Avenida Senhor dos Aflitos e Praça Dr. Francisco Sá Carneiro.

O mercado abre na sexta-feira, dia 3 de junho, entre as 10h00 e as 24h00, “para um dia dedicado ao público escolar, com a realização de visitas pedagógicas ao mercado, acompanhadas por um animador que vai conduzir os alunos por um percurso de histórias e saberes antigos apoiado no trabalho ao vivo de artesãos e artífices e na atuação de recriadores históricos”, explica o município.

Em comunicado, a Câmara Municipal de Lousada indica que “vai estar disponível um conjunto de experiências lúdico- pedagógicas como carrosséis e divertimentos artesanais, jogos infantis antigos, tiro com arco, falcoaria e uma oficina de olaria tradicional”.

Entre os ofícios e artífices presentes no Mercado Histórico, o município destaca o médico da Peste, o vassoureiro e outros quadros cénicos da vida de um pequeno burgo  seiscentista. O espetáculo noturno vai ser protagonizado por crianças e jovens do concelho que apresentam encenações, danças e música.

No fim de semana, dias 4 e 5 de junho, o evento conta com a animação teatral ao longo de todo o dia, culminando num espetáculo com componente de época e contexto histórico local. No sábado e no domingo, o Mercado estará aberto das 12h00 às 24h00.

Todos os dias, antes do encerramento do Mercado, vai ter lugar o espetáculo de fogo, combinando música e malabarismos. Ao longo dos dias, a animação musical vai ser uma constante, assegurada por grupos de música antiga. Para além de recriadores, alabaristas, cuspidores de fogo, artífices e muitos mercadores, o Mercado Histórico vai contar com a presença das históricas tabernas, prontas para prover as refeições do dia.

De acordo com o município, o Mercado Histórico é uma “recriação histórica do quotidiano das populações nos meados do século XVII, que tem vindo a afirmar-se no ambiente cultural da região, distinguindo-se pela forte componente educativa e pela participação massiva e entusiástica da comunidade escolar”.