Publicidade

O Team Bianchi Prata, de Marco de Canaveses, voltou a vencer no Raide de Gois 2023, conquistando sete pódios em seis classes.

O Raide de Gois iniciou com 11 pilotos do Team Bianchi Prata e encerrou com 10 pilotos à chegada. Assim, Gustavo Gaudêncio conquistou terceiro da Geral e da TT2; Fábio Magalhães venceu na TT3 e quarto da geral; João Duarte terceiro na TT1; Pedro Bianchi Prata quarto nos Veteranos. 

No passado fim de semana, 18 e 19 de março, decorreu a segunda prova do Campeonato Nacional de TT, Góis, marcada por “variadas condições climatéricas e pelo piso muito escorregadio”, tendo sido uma “prova muito técnica e com grande disputa desportiva”. 

A prova contou com três especiais, a primeira com 2,6 quilómetros e as outras duas de 148,6 quilómetros cada uma. Totalizando mais de cinco horas de prova. 

A equipa da Honda esteve em grande destaque, com Gaudêncio a ser terceiro da geral e com o piloto do Marco de Canaveses, Fábio Magalhães, a vencer a TT3, aos comandos de uma Honda CRF490RX.

Gustavo Gaudêncio referiu que “aproveitamos bem esta 2.º prova do CNTT22, fomos 3.º na geral no conjunto dos dois dias de prova, correu tudo normal e foi muito importante para o campeonato. Obrigado a todo o Team”.

Já Fábio Magalhães afirmou que “Raide TT Gois, cometi alguns erros no segundo dia talvez tivesse arrancado com alguma pressão e os erros pagam-se caro nesta modalidade, não fossem as quatro quedas no segundo dia e talvez pudesse ter subido ao degrau mais baixo do pódio GERAL. Ainda assim fico satisfeito em ver que o nosso trabalho tem sido recompensado. Queria agradecer a todos os que fazem parte deste projeto e quanto a mim vou continuar a trabalhar para obter bons resultados“.

O piloto ACP, Pedro Bianchi Prata, aos comandos da CRF450RX, foi quarto classificado nos veteranos, enquanto Rui Ferreira “Panda” foi sétimo entre os veteranos.

Pedro Bianchi Prata descreveu o fim de semana como “duro, uma corrida muito física e técnica e perigosa, pois o piso estava como gelo, a concorrência esteve muito forte e não consegui melhor que o quarto lugar, a moto esteve impecável, a assistência também, tenho de trabalhar mais para discutir os lugares da frente, obrigado a toda a equipa pelo excelente trabalho“.

Rui Ferreira “Panda” 

Nas pequenas de 250 CC a Team esteve representado por João Duarte que alcançou o lugar mais baixo do Pódio aos comandos de uma Honda CRF250RX.

João Duarte  – piloto

Também nos veteranos, João Miranda levou a sua CRF450RX ao sexto lugar dos dois dias, perdendo muito tempo devido “às muitas quedas”.

João Miranda – piloto

Arcélio Couto foi forçado a desistir devido a uma queda.

Arcelio Couto: “Não correu como pretendia. Vinha a andar bem quando a três quilómetros do final uma queda violenta me deixou de fora. Ainda consegui levar a moto até ao final, mas já não consegui alinhar no dia seguinte… Agora são dois meses de recuperação e tentar estar apto para Loulé. Obrigado a todos pelo apoio…”.

 ambém com a assistência do Team Bianchi Prata Honda estiveram mais quatro pilotos, todos terminaram a prova com excelente desempenho desportivo.

João Pires – Honda CRF250RX  – 7º TT1

Luis Aguiar – 3.º Veteranos

Christophe Lajouanie – 2.º Veteranos

“Segunda prova do Campeonato Nacional Português de Bajas em Goís este fim de semana. P2 veterano P9 da classe TT2 (450) P17 da Geral. Uma prova muito boa mas dura, onde tentar não cair era o principal desafio: tomei uma boa no sábado! Mas saímos na liderança do Campeonato Veteranos.” 

Nuno Mateus – Honda CRF300RX  – 10.º Vet

A próxima prova do Team Bianchi Prata será o Raide da Ferraria nos dias 21, 22 e 23 de abril.