É natural da freguesia de Santo Isidoro e Livração, no concelho de Marco de Canaveses, e foi escolhida como 2.ª Dama Mrs. Porto 2021, na categoria Mrs. Porto 2021, no CNB Portugal (Concurso Nacional de Beleza). Joana Servo, de 31 anos, contou ao Jornal A VERDADE a sua experiência neste concurso, bem como o que a levou a participar.

Engenheira Mecânica de profissão, a marcoense atualmente é responsável pelo departamento de manutenção do grupo Clínica Arrifana de Sousa. A participação nesta iniciativa surge “como uma oportunidade de defender causas” em que acredita. “Muito para além de um concurso de beleza, o principal legado do CNB Portugal é a proteção ambiental e a preservação da ‘Mãe Terra’, sendo que também se estende a causa sociais e de saúde, nomeadamente a inclusão social, a promoção da atividade física como estilo de vida saudável, bem como o empoderamento feminino na sociedade”, descreveu.

Joana Servo garantiu que foi “uma experiência única” que permite “utilizar a beleza pelo bem e, na qual, temos oportunidade de defender as causas em que acreditamos e que fazem parte dos nossos princípios enquanto membro da sociedade”.

Sobre a participação em concursos no futuro, a marcoense afirma que “não faz parte” dos seus planos. “No entanto, se surgiu uma outra oportunidade de participar num desafio tão aliciante como este, não coloco a hipótese de lado”, garantiu.

Para todas as mulheres que têm o sonho de entrar neste “mundo”, Joana Servo deixa o conselho: “não se foquem apenas no objetivo final, mas sim em desfrutar de todo o percurso até lá. Nunca esquecendo que a verdadeira beleza está em ser autêntica e em defender aquilo em que realmente se acredita”, concluiu.