No jogo deste domingo, dia 8 de maio, entre Marco 09 e Vilarinho, a equipa marcoense recebeu mais um cartão branco.

Na penúltima jornada dos sub-15 da primeira divisão, “um jogo importante para a manutenção da equipa na principal divisão da Associação de Futebol do Porto, deste escalão”, a equipa do Vilarinho apresentou-se no jogo apenas com dez atletas. Perante a situação, o treinador do Marco 09, Nuno Cunha, decidiu entrar em campo com o mesmo número de atletas.

No decorrer do jogo devido a lesão de um atleta, o Vilarinho ficou em campo apenas com nove atletas, e “de imediato” Nuno Cunha retirou do jogo um atleta do Marco 09 , para ficar a jogar com o mesmo número de atletas do adversário.

“Estamos orgulhosos com a atitude de desportivismo da nossa equipa. Os valores e princípios que tentamos transmitir aos nossos atletas vão muito para além do futebol”, sublinha a equipa do Marco 09 na página oficial de Facebook.

Situação idêntica aconteceu no jogo frente ao FC Alpendorada, no escalão sub-16, que se apresentou no jogo com apenas oito jogadores. De imediato, o treinador da equipa da casa, Vítor Ribeiro, questionou os jovens do Marco 09 se pretendiam jogar com superioridade numérica (os habituais 11 jogadores), mas a decisão foi unânime em apresentarem-se em campo também com apenas oito jogadores.

Tal decisão valeu a atribuição no final do jogo do cartão ‘branco’ por parte do árbitro da partida à equipa do Marco 09.