Há 113 anos nascia, a 9 de fevereiro, em Várzea de Ovelha e Aliviada, Marco de Canaveses, Maria do Carmo Miranda da Cunha. Mais conhecida como Carmen Miranda, destacou-se nas artes de espetáculo e ficou conhecida pelos figurinos exóticos e chapéu com frutas.

Ainda com poucos meses de vida, emigrou para o Brasil, onde, mais tarde, ficou conhecida como a “pequena notável”. Habitualmente representada com as suas fantasias de baiana, com um cesto de frutas tropicais na cabeça, Carmen Miranda eternizou interpretações como “O que é que a baiana tem?”.

Foto: DR

A marcoense conquistou ainda os EUA, onde deixou a marca das suas mãos no Passeio da Fama, em Hollywood. Contudo, também foi em território norte-americano que a artista acabou por falecer, em 1955.

No Brasil, mais concretamente no Rio de Janeiro, foi inaugurado um museu com o seu nome, com painéis sobre a sua vida e obra, bem como com objetos e peças de roupa da artista. Em Marco de Canaveses, Carmen Miranda dá também o nome ao museu da cidade e tem uma estátua erguida em sua homenagem.

Foto: Município de Marco de Canaveses