A Associação dos Amigos do Rio Ovelha (AARO) vai organizar, no próximo dia 27 de março, uma caminhada pela Serra da Aboboreira, que fundirá o PR4 BAO/MCNAMT “Trilho dos Dolmens”, PR3 AMT/BAO “Trilho dos Caminhos da Água” e PR5 AMT/BAO “Trilhos das Aldeias e da Água”.

“Venha deliciar-se com um Miradouro Natural, junto de dois cruzeiros que se localizam perto da Srª. da Guia. Deste ponto alcança um vasto e impressionante horizonte: avista todo o vale do Rio Ovil e a Serra do castelo que lhe fica em frente. Tem a possibilidade de poder observar a freguesia de Loivos do Monte e a de S. João de Ovil”, foi referido pela organização do evento.

Ao longo do percurso existem “três locais de visita obrigatória”: os aglomerados rurais da montanha – Aldeia Velha; Aldeia Nova e Pé Redondo, expressão singular do povoamento em altitude. “Conservam uma arquitetura tradicional característica e frequentemente polarizada numa eira comum envolvida por conjuntos de espigueiros. Nestas aldeias é frequente encontrar a andorinha das chaminés, cuja presença é bem tolerada pelas populações, uma vez que esta ave se alimenta dos insetos indesejáveis. Na envolvência das aldeias observa-se uma cintura de hortas, lameiros e campos agrícolas, que tende a diminuir por efeito da desertificação do interior rural. Nos lameiros, verdadeiros repositórios de diversidade vegetal, poderá encontrar gramíneas vistosas como o feno de cheiro, a erva lanar ou a erva nozelha”, foi referido.

A caminhada termina junto a uma obra dos inícios do IV milénio AC, denominada de Meninas do Crasto.

O início da caminhada está marcado para as 9h30, sendo que terminará pelas 13h30. O almoço terá lugar na Tasquinha do Vale, em Baião. A inscrição tem um custo de 20 euros para sócios com as quotas atualizadas e para portadores da Licença Desportiva atualizada. O preço para não sócios é de 22,50. Para aqueles que apenas participarão na caminhada o valor é de 2,50 euros e de cinco euros para não sócios.