Sérgio Dias venceu este domingo a Taça em Sever do Vouga numa Final fortemente marcada pela luta renhida entre os principais pilotos da categoria, mas também por alguns momentos intensos que viriam a definir o resultado final.

Arrancando da Pole, Sérgio Dias viu-se relegado para segundo logo na curva um da pista de Sever do Vouga. Mantendo sempre um andamento muito forte e a pressão sobre o Vice-Campeão de Portugal Jorge Machado, o piloto do Twingo acreditou sempre que poderia sair vencedor. Mais ainda quando na penúltima volta Machado abandonou com problemas de motor no Citroën C2. Foi com um desesperante levantar de mãos ao céu à entrada da curva 2 que Jorge Machado viu cair por terra a sua possibilidade de levar a Taça de Portugal de Ralicross by Transwhite para casa depois de liderar toda a prova até ao momento.

Azares de uns, sorte de outros, Dias passava assim para a frente a uma volta do final. Mas não seria assim tão simples já que na última volta Sérgio se viu a braços com uma ultrapassagem bastante musculada por parte de Joaquim Machado que o relegaria novamente para 2º. No entanto, e após análise por parte do Colégio de Comissários, a vitória viria mesma a sorrir-lhe já que Joaquim Machado acabou penalizado em 1 segundo por condução antidesportiva.

Oficializados os resultados finais, Sérgio Dias foi consagrado como vencedor da Taça de Portugal de Ralicross by Transwhite na Categoria Super 1600, secundado por Joaquim Machado. Destaque ainda para o Citroën Saxo de Tiago Ferreira que, com uma corrida consistente, terminou a participação na Taça no lugar mais baixo do pódio depois de ter partido da 8ª posição da grelha.