O quarteto de cordas da Orquestra da Costa Atlântica (OCA) vai atuar este sábado, dia 28 de janeiro, no Centro de Interpretação do Românico, em Lousada.

A partir das 21h30, vai ter início o primeiro concerto de um ciclo de música de câmara na Rota do Românico, que na edição de 2023 tem como mote “Portugal e o Mundo: Encontro de Culturas na Música Erudita”.

Assim, o concerto no Centro de Interpretação do Românico terá a curadoria artística do maestro Luís Miguel Clemente e irá “explorar a sonoridade do quarteto de cordas e contemplar a interpretação de obras de compositores verdadeiramente contrastantes: o modernismo da primeira metade do século XX com “Lullaby”, de George Gershwin (1949), o nacionalismo russo do Quarteto n.º 2, de Alexander Borodin (1881), e o modernismo conservador com ecos da tradição portuguesa “Laços, contradanças e descantes” (2016), de Eurico Carrapatoso”, explica a Rota do Românico em nota de imprensa.

Rota do Românico reúne, atualmente, 58 monumentos e dois centros de interpretação, distribuídos por 12 municípios dos vales do Sousa, Douro e Tâmega (Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Paços de Ferreira, Paredes, Penafiel e Resende).

As principais áreas de intervenção da Rota do Românico abrangem “a investigação científica, a conservação do património, a dinamização cultural, a educação patrimonial e a promoção turística”.

Já a OCA foi fundada em 2015 e tem sede em Esposende. A orquestra “agrega instrumentistas de elevado nível técnico e artístico numa formação de singular excelência no panorama musical português”.

O evento é de entrada gratuita.