Um casal de cuidadores informais foi detido pela Polícia Judiciária pela presumível autoria dos crimes de abuso sexual de pessoa incapaz de resistência, maus tratos e violência doméstica sobre dois familiares deficientes a seu cargo, que vinham ocorrendo há pelo menos um ano, em Lousada.

Em comunicado, a PJ explica que os arguidos, casados entre si, são cuidadores informais de dois familiares próximos do elemento feminino do casal, deficientes mentais profundos, um homem de 75 e uma mulher de 55 anos de idade.

Este ano, foi efetuada “uma denúncia anónima aos serviços sociais do município em causa, na qual era levantada a suspeita de que o referido casal de deficientes estaria a ser alvo de maus tratos e negligência nos cuidados prestados pelos cuidadores, assim como o elemento feminino a ser vítima de abusos sexuais pelo elemento masculino do casal cuidador”.

Foram, “de imediato, desenvolvidas diversas diligências que permitiram recolher fortes indícios de que tais práticas ilícitas vinham ocorrendo, culminando com buscas e a detenção dos suspeitos”.

A PJ refere ainda que a investigação ocorreu em “estreita articulação com o Ministério Público” e sublinha o “apoio prestado pelos serviços assistenciais e médico-legais locais, relevante em todo o processo de apuramento dos factos”.

Os detidos, com 53 e 58 anos de idade, sem antecedentes criminais, vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.