Vai ser inaugurado no próximo dia 25 de fevereiro, no Centro de Interpretação do Românico, em Lousada, a exposição “Ver do Bago no Sangue”, fechando o ciclo de três exposições, organizada pela Rota do Românico.

Nesta mostra será possível revisitar as exposições anteriores através de óculos 3D, permitindo uma experiência imersiva que dá vida a figuras do além que permite ao visitante ser leitor e autor de “iconografias de sempre”. 

De acordo com a organização, a exposição pretende incidir na “metáfora do vinho como sangue que nos conduz à representação artística de escultura, de pintura e de ourivesaria, presente no mobiliário, nas alfaias e objetos litúrgicos, desde os sacrários sempre resguardados nos retábulos das nossas igrejas às cruzes que alteiam as nossas procissões, passando pelos cálices que comungam a nossa humanidade”.

O “Ver do Bago” já passou por Ancede, Baião com o “Ver do Bago nos Mosteiros” e pela Igreja dos Capuchos, em Penafiel com o “Ver do Bago nos Santos”. É cofinanciado pelos municípios que integram a Rota do Românico, pelo Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia, no âmbito da operação “O Vinho, a Arte e os Homens”. Tem ainda o apoio da Diocese do Porto, da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes, da Direção Regional de Cultura do Norte, do Turismo do Porto e Norte de Portugal, entre outras.

Artigo elaborado com o apoio de Carlos Cardoso, aluno estagiário da Universidade de Trás os Montes e Alto