Matilde Barros Leal é de Paços de Ferreira e começou desde muito nova a ganhar gosto pela natação. Hoje em dia, aos 14 anos, faz parte do Clube Aquático Pacense e foi convocada pela primeira vez para a Seleção Nacional.

Aos dois anos, a jovem via o irmão, que também integrava o Clube Aquático Pacense, a competir e queria igualmente participar. “Gostei muito de o ver e pedi à minha mãe para me inscrever na natação, então, também comecei a competir”, comenta. Ingressou com essa idade nesta modalidade e, até hoje, conjuga com os estudos, o que “tem corrido lindamente”.

Foto: DR

Os treinos são diários e, quando acabam, Matilde sublinha que a sua “cabeça está muito mais livre” e fica “muito mais atenta” nos trabalhos que tiver para fazer. Além disso, gosta das amizades que vai construindo com os colegas dos outros clubes e também de “nadar em si”.

De 7 a 9 de janeiro, a jovem participou no Dual Meet Andaluzia, que decorreu em Málaga, Espanha, onde representou as cores nacionais pela primeira vez. A convocatória, conta um dos treinadores Pedro Morais, surgiu “depois da prestação dela numa prova de Ponte da Barca”. O “balanço é positivo”, correu “muito bem, cumpriu os objetivos traçados” e “superou as expectativas iniciais”.

Foto: DR

Já Matilde conta ao Jornal A VERDADE que, apesar de não ter alcançado o recorde pessoal, fez “muito boas provas”: segundo lugar nos 100 bruços, em terceiro nos 200 bruços e em quarto nos 200 mariposa. “Gostei muito. Só de andar com uma touca a dizer Portugal era muito fixe”, acrescenta.

A jovem apela ainda a que todos pratiquem natação, porque “é mesmo um desporto super completo e muito bom”.

Foto: DR