João Girão foi o vencedor da segunda edição do Amarante Invitational, no passado fim de semana, ganhando simultaneamente , em dias consecutivos, o Mateus Rosé Pro-Am e o Amarante Invitational Pro-Am.

“Acho que foi uma grande iniciativa e espero que isto continue durante muitos anos. Em nome de todos os profissionais, gostava de agradecer a todos os patrocinadores envolvidos neste torneio”, referiu no seu discurso João Girão, que agradeceu igualmente ao promotor.

Na lista de vencedores do Amarante Invitational, sucedeu a Pedro Figueiredo (campeão em 2021). “Gostava de agradecer à minha equipa, especialmente ao meu treinador, o Miguel Valença. Não sou uma pessoa fácil de aturar quando as coisas não estão a correr-me bem e é preciso ser uma pessoa muito forte para aturar-me quando estão a correr-me mal. Muito obrigado! Temos muito trabalho pela frente e espero que consigamos chegar onde queremos”, acrescentou, citado num comunicado da organização.

Foto: DR

Esta prova contou com um total de 36 buracos e, ao final de 18, João Girão já liderava por duas pancadas e concluiu os 36 regulamentares com uma vantagem de quatro ‘shots’ sobre Francisco Oliveira. O jogador do Oporto Golf Club totalizou 128 pancadas, oito abaixo do par do campo de Amarante, após voltas de 63 e 65, enquanto o algarvio Francisco Oliveira (-4) apresentou rondas de 67 e 65. Vítor Lopes (67+67) e Tomás Melo Gouveia (65+69), que competiram este ano no Challenge Tour (a segunda divisão europeia), partilharam o terceiro lugar (-2), enquanto Tomás Bessa (69+66), o segundo português melhor classificado no ranking mundial, fechou o lote de competidores que bateram o Par do campo, terminando na quinta posição (-1).

Paralelamente ao torneio reservado exclusivamente aos 19 profissionais e ao amador de alto rendimento convidados, disputaram-se ainda dois Pro-Am’s.

No primeiro dia, o Mateus Rosé Invitational Pro-Am colocou cada profissional a liderar uma equipa de três amadores e contaram os dois melhores resultados da equipa em cada buraco. Venceu a formação da Fianor-1, na qual João Girão jogou com Joaquim Ribeiro, Albino Afonso e Augusto Morais, somando 90 pontos. A segunda posição, com 87 pontos, foi para a equipa da Lusoracks do bicampeão nacional absoluto Pedro Lencart, associado a Alexandre Alves, Luís Teixeira e António Barros.

Na segunda jornada, o Amarante Invitational Pro-Am emparceirou um profissional a um amador e ambos os resultados contavam para a classificação final. O título foi para a equipa da Weasy, uma vez mais de João Girão, desta feita com o amador Rui Mendes, com 70 pontos. Houve, depois, duas equipas empatadas com 68 pontos, mas o segundo lugar (com um melhor ‘score’ nos últimos nove buracos) foi atribuído à Transduo de Francisco Oliveira e José Basto.

Este torneio de 7.500 euros em prémios monetários, foi organizado pela Greatgolf no Golfe de Amarante.