Um ano tem, geralmente, 365 dias, mas, de quatro em quatro, ocorrem os anos bissextos. E foi precisamente a 29 de fevereiro de 1992 que Joana Caetano, de Marco de Canaveses, nasceu.

Brincadeiras como “este ano não fazes anos” e “só tens um ano” eram várias enquanto criança, mas sempre viu como algo “natural” na sua vida. “Sempre vi isto com naturalidade e, para mim, adotei o dia 1 também como meu. Até porque eu não era a única a fazer anos no dia 29! Por incrível que pareça, tinha outro colega que nasceu no mesmo dia, com a mesma idade”, recorda.

“Festejo sempre no dia a seguir, no dia 1 de março, aí sim, desde criança, me disseram que se festejasse antes dava azar e, então, ficou sempre o dia 1”, conta ao Jornal A VERDADE.

No entanto, mesmo para a família “ainda é um bocado confuso”. “Acabo por receber os Parabéns no dia 28, no dia 1 e por aí em diante. Mesmo da família próxima”, refere, sublinhando que, ao namorado, faz “questão de o ir lembrando ao longo do ano” desse pormenor.

“O dia não define absolutamente nada. O que importa é que exista aqui um momento para, junto da família e dos amigos, conseguirmos comemorar uma coisa tão importante e tão natural, mas, seja no dia 29 ou no dia 1, o que importa é o significado”, remata, destacando que, muitas vezes, “como é uma data assim mais marcante, é mais fácil as pessoas decorarem”.