Foi inaugurado, na sexta-feira, dia 3 de junho, o atelier “Artes e Saberes” localizado no edifício do Mercado Municipal de Celorico de Basto.

Esta inauguração decorreu no âmbito de uma parceria entre o CLDS 4G Celorico+Social e o município, sendo que este atelier se destina “à formação para aquisição de competências”, informa um comunicado da autarquia.

“Queremos que adquiram novas competências e que aprimorem as que já têm para, quem sabe, criar o seu próprio emprego. Temos que dar o impulso que falta ao nosso artesanato, um património cultural que nos identifica e que contribui para a alavanca turística deste concelho. Temos um valor incalculável em várias obras-primas feitas por artesãos que precisam ver a sua arte a passar de geração em geração, devidamente preservada e valorizada”, afirma o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, José Peixoto Lima, citado num comunicado da autarquia. 

Foto: Município de Celorico de Basto

“Queremos com este atelier fazer algo de bom para a vossa vida, ajudar-vos a encontrar o caminho e fazemo-lo com a nossa estrutura social bastante robusta com uma noção clara das necessidades da nossa comunidade. Os tempos prevêem-se difíceis, a inflação tem mexido com as nossas carteiras e prevêem-se dificuldades, um desafio que temos que ultrapassar. Contem com o município para tudo o que for necessário. Estamos cá para os ajudar”, completou.

Este atelier “Artes e Saberes” integra o Eixo I: Emprego, formação e qualificação trabalhado pelo CLDS 4G Celorico+Social e visa chegar a pessoas em situação de desemprego. “Este é um projeto arrojado, mas crucial tendo em conta a nossa população. Temos vindo a desenvolver uma série de iniciativas com os desempregados, mas verificámos que a melhor forma de os ajudar é dar-lhes novas competências que os possam posicionar melhor em situação de procura de trabalho, ou na criação do próprio emprego”, defende a coordenadora do CLDS 4G Celorico+Social, Elisabete Coelho.

Foto: Município de Celorico de Basto

“Orientamos este atelier para uma área com muito potencial no nosso concelho mas muito desaproveitada. A nossa intenção centra-se na revitalização do artesanato tradicional dando-lhe uma nova roupagem, voltada para a contemporaneidade”, acrescentou.

Este atelier vai funcionar três manhãs por semana, mas o horário poderá ser alterado de acordo com a procura e as necessidades da comunidade. 

Foto: Município de Celorico de Basto

Helena Martinho, coordenadora da Ação Social e Saúde do município, explicou que “este atelier tem por objetivo dar a oportunidade de adquirir conhecimentos e ocupação a mulheres e homens em artes e ofícios como em bordados e costura, procurando, de forma concreta, introduzir a economia circular para reutilização dos desperdícios das fábricas”. “Com estes desperdícios iremos fazer, por exemplo, sacos para as compras e decoração para a festa das camélias, mas pretendemos também revitalizar peças de vestuário, recreando novas peças, e, assim, contribuir de forma positiva para a sustentabilidade. O arrojo do projeto incide nos múltiplos workshops que serão desenvolvidos em áreas do artesanato promovidos por técnicos capacitados, priorizando-se pessoas do concelho, que darão as orientações certas para que o atelier possa fazer um trabalho adaptado à contemporaneidade”, rematou.