Alguns idosos e pessoas mais vulneráveis do concelho de Cinfães já receberam os primeiros dispositivos de teleassistência, no âmbito do “eGuard”, resultante do protocolo entre a Câmara Municipal de Cinfães e a Guarda Nacional Republicana.

Foto: Município de Cinfães

Este serviço é gratuito e funciona em permanência (24 horas por dia, sete dias por semana), vai beneficiar, nesta primeira fase, oito munícipes, “previamente sinalizados pelo facto de viverem em situações de dependência, isolamento e sem apoio familiar”, indica um comunicado da autarquia.

O projeto passa pela distribuição de um dispositivo eletrónico do tamanho de um comando de portão, com apenas um botão que, quando premido durante mais de três segundos aciona uma chamada SOS para a GNR. Este dispositivo poderá ser “utilizado em qualquer lugar, inclusive fora do país e em situações de segurança, socorro, doença e ação social”.

Foto: Município de Cinfães

A adesão a este projeto “não tem custos para os utilizadores, uma vez que o município assume o valor mensal de 10 euros por cada um dos dispositivos que serão atribuídos”.

A autarquia informa ainda que, se está ou conhece alguém que viva isolado, sem apoio familiar e em situação de dependência, contacte o serviço social através do número 255 563 526 ou e-mail [email protected]

Foto: Município de Cinfães