O choro dos recém-nascidos ouve-se agora no abrigo anti bombas para onde um hospital de Kharkiv transferiu a maternidade, à medida que se intensificavam os bombardeamentos russos contra a segunda maior cidade da Ucrânia, a cidade de quase um milhão e meio de habitantes, à beira da fronteira com a Rússia.  

Entre paredes espessas de betão e tomadas elétricas suspensas, nasceram já – ou receberam abrigo acabados de nascer – dezenas de bebés.

Leia a notícia completa em sicnoticias.pt.