Um homem de 57 anos foi detido por ser “fortemente indiciado pela prática de abuso sexual de familiar próximo” em Resende.

Em comunicado, a Polícia Judiciária (PJ) informa que, através da Diretoria do Norte, identificou e deteve um homem “pela presumível autoria de vários crimes de abuso sexual de crianças agravados, ocorridos desde 2020, em Resende”.

O arguido, avô da vítima, “aproveitando o facto de a menor, atualmente com doze anos, lhe ter sido confiada pelo Tribunal após institucionalização, praticou com a mesmos atos sexuais de relevo desde os nove anos de idade da criança”, refere a PJ.

Estes factos inserem-se num quadro de “uma família desestruturada em que se verificou o rompimento da relação conjugal dos progenitores da vítima, posterior institucionalização e, finda esta, entrega aos avós paternos, situação que proporcionou ao abusador contactos com a menor em condições propícias aos abusos sexuais cometidos”.

O detido, sem antecedentes criminais, foi presente a primeiro interrogatório judicial, ficando sujeito à medida de coação de prisão preventiva.