A disputar a Terceira Divisão de Hóquei em Patins Norte A, o Hóquei Clube do Marco (HC Marco) arrancou para a nova época desportiva com o objetivo de “trabalhar a proximidade” com as pessoas do concelho e da região.

Com vista a esse propósito, a apresentação de todos os escalões de formação e equipa sénior, para a temporada 2022/2023, aos sócios adeptos, no dia 24 de setembro, decorreu “de forma diferente do habitual”, revela Joaquim Loureiro, presidente do clube.

“Habitualmente fazemos a apresentação no pavilhão, com um jogo de apresentação da equipa sénior, mas este ano tentamos fazer algo diferente. Fomos para o Jardim Municipal para mostrar às pessoas que o hóquei existe, para que comecem a ganhar o gosto pela modalidade e assistam, mais vezes, aos nossos jogos”, explica em entrevista ao Jornal A VERDADE.

Cativar o público é uma das “dificuldades neste desportos mais pequenos”, ao contrário do que acontece no desporto rei, “o futebol”.

Direção do HC Marco

Mas Joaquim Loureiro considera que o papel das modalidades é “fazer esse trabalho, para chegar às pessoas”. O interesse dos mais novos em descobrir a modalidade está “a começar, mas com a pandemia, a formação tem tido muito poucas inscrições novas. Antes da COVID-19 estávamos a fazer um trabalho nas escolas que incentivava os miúdos a vir. Com a pandemia deixamos de ir às escolas e isso notou-se muito”, esclarece.

Mas apostar na formação implica ter “uma equipa técnica com qualidade” que acarreta “custos. Para além do amor à camisola é preciso algo que recompense para ajudar no dia a dia”.

No entanto, o investimento à modalidade tem sido “o mais difícil. É complicado gerir o orçamento e pensar onde podemos ir buscar o dinheiro, porque temos sempre custos e compromissos com valores consideráveis”.

Para o presidente do HC Marco “é preciso voltar ao trabalho que estava a ser feito. Temos cerca de 80 atletas inscritos e o nosso objetivo é apostar, cada vez mais, na formação, para criar uma base e uma equipa sénior com atletas do concelho e da região”.

Publicidade

Os novos atletas serão o futuro do HC Marco

Os resultados da equipa sénior fazem jus ao objetivo da proximidade. Resultados que, para Joaquim Loureiro, são uma “motivação” para os mais novos.

O investimento na modalidade “era bom para nós e para o concelho. Crescendo na formação e levando a equipa sénior para a segunda divisão, conseguiríamos trazer pessoas de fora e dar outra visibilidade ao Marco de Canaveses”.

Com o foco na formação, Joaquim Loureiro deixa o convite a todos os pais e filhos. “Estamos abertos todo o ano, com treino de início à patinagem às segundas, quartas e sexta-feiras, das 18h00 às 19h00. O primeiro mês é grátis e emprestamos o material necessário”.

O presidente do HC Marco reconhece que o hóquei “tem os seus custos associados, mas para experimentar e perceber se gosta não é preciso investir. Primeiro é preciso gostar”. O clube tem “as portas abertas para todos aqueles que queiram experimentar e apoiar“.

Publicidade

Conheça as equipas da época 2022/23

HC Marco – Escolares
HC Marco – Iniciação e Benjamins
HC Marco – Sub13
HC Marco – Sub15
HC Marco – Sub17
HC Marco – Sub19
HC Marco – Sub23
HC Marco-Seniores