Há oito anos que a casa de Sandra Dias, localizada na freguesia de Fonte Arcada, concelho de Penafiel, se ‘veste’ com as cores de Natal. O gosto já vinha de uma outra casa em que vivia, e na mudança trouxe consigo a tradição. 

“Tudo é feito pelo meu pai e, agora, com a ajuda do meu marido. A paixão é deles”, conta Sandra Dias em entrevista ao Jornal A VERDADE. 

Toda a casa é iluminada com diferentes tipos de luzes e, por isso, a preparação começa “no final de novembro”. Com pompa e circunstância, a iluminação teve direito a inauguração no dia 1 de dezembro. “Nessa noite foram lançados foguetes e ligamos as luzes”.

A tradição continua, ano após ano, mas “há sempre alguma coisa que muda, luzes ou imagens diferentes”, revela. 

Para os mais pequenos, a casa de Sandra é conhecida como “a casa do Pai Natal”, que a partir do dia 20 de dezembro podem visitar e levar uma “lembrancinha. Se tocarem à campainha levam um presente e vêm o Pai Natal”. Já os adultos “tiram muitas fotografias”.

A decoração de Natal é também levada para dentro de casa, mas é no exterior “que nos dedicamos mais por causa da iluminação”, acrescenta Sandra.

Também as filhas, de 10 e 14 anos, ajudam a manter viva a tradição. “Adoram a época natalícia e ficam mais eufóricas quando chega o Natal. Os meninos tocam à campainha e elas vão dar a lembrança”

A iluminação traz à casa da Fonte Arcada “outro ânimo”, mas, num momento “mais simples”, chega a hora de arrumar todas as luzes e de esperar pelo próximo Natal.