Nos dias 1, 2 e 3 de julho o Castro de Arados, na freguesia de Alpendorada, Várzea e Torrão, será o cenário de um acampamento cultural organizado pelos Guardiões do Castro de Arados.

O acampamento cultural começa na sexta-feira, dia 1 de julho, pelas 21h00, com uma fogueira acesa e café feito ao lume, enquanto o público assiste, pelas 22h00, a um serão de música ao vivo.

Segue-se um sábado cultural, com música, livros, jogos, poesia, artesanato e petiscos. O dia começa com jogos populares, uma feirinha de livros e artesanato. Depois de saborear umas pataniscas e umas espetadinhas, o público poderá assistir à apresentação de cinco livros. Ao final da tarde, pelas 17h30, terá lugar o concerto elementar Meu Caro Watson, terminando o dia com um “Serão de Poesia” do Barracão da Cultura, da Lixa.

No último dia do acampamento, dia 3 de julho, realizar-se-á a caminhada “Percursos da Pedra”, com uma visita ao Museu da Pedra e ao Castro de Arados.

Aberto a toda a população, a atividade tem como principal objetivo “salvaguardar o património cultural de Alpendorada, Várzea e Torrão, tendo como ponto principal a preservação do Castro de Arados, que está numa fase de destruição e que não passa despercebido a ninguém”, revela Serafim Oliveira, co-fundador do grupo Guardiões do Castro de Arados, que fundou com Fernando Costa.

“Queremos chamar pessoas mas sobretudo dar a conhecer este património que muita gente ainda não conhece e não sabe a sua importância”, acrescenta.

O acampamento cultural está inserido num projeto que já contou com várias atividades e conta com o apoio da Junta de Freguesia de Alpendorada, Várzea e Torrão.