A tradição do S. Martinho já arrancou em Penafiel. À volta de uma mesa, de sorriso no rosto e caneca do vinho novo em punho, cinco amigos contam que já vêm a esta festa “há alguns anos”. Pedalaram de Guimarães a Penafiel e fazem disto já uma rotina anual em vários eventos locais.

O motivo? “O convívio, o movimento e o vinho”, afirmam, entre risos, aguardando o ‘bailarico’ começar para “descarregar energias”.

Esta quinta-feira, 10 de novembro, véspera do Dia de S. Martinho, estavam cinco, António Baptista, António Mendes, Armando Peixoto, Joaquim Costa e José Araújo. No entanto, há alturas em que conseguem reunir mais de 10 amigos, todos eles já reformados. “Para estar aqui nós temos de ter disponibilidade”, comentam.

O grupo não tem nome, dizem-se um “grupo de amizade”, que aproveita o equipamento desportivo que lhes foi oferecido e percorre vários locais do país. “É só mesmo pelo desporto em si. Basta olhar para a nossa faixa etária… a idade não perdoa. Viemos de bicicleta de Guimarães até aqui, mas, atenção, elétrica! Que é para não haver dúvidas! A nossa faixa etária já não permite outra coisa”, brinca.

Depois de provar algumas das especialidades gastronómicas deste certame e de avaliar o vinho novo servido, o grupo regressa às suas bicicletas para mais cerca de 45 quilómetros.