Ministério do Ambiente reúne-se, na próxima semana, com autarcas das seis áreas afetadas para discutir condições do concurso público de exploração de lítio.

O gabinete de João Pedro Matos Fernandes vai reunir-se, na próxima semana, com os autarcas das seis zonas afetadas para debater os termos do concurso público, revelou esta sexta-feira o próprio ministro do Ambiente, em conferência de imprensa.

A Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) finalizou a avaliação ambiental às seis áreas identificadas como tendo potencial para a exploração de lítio e o executivo terá dois meses para abrir um concurso público para a atribuição dos direitos de prospeção desta matéria-prima.

Leia a notícia completa em expresso.pt.