Na quarta-feira, dia 30 de março, foram detidos três homens, com idades compreendidas entre os 23 e os 46 anos, suspeitos de realizarem vários assaltos a lojas, bem como furtos em camiões, posse de armas proibidas e tráfico de estupefacientes. A detenção foi feita pelo Comando Territorial do Porto, através dos Núcleos de Investigação Criminal (NIC) de Penafiel e Matosinhos.

De acordo com a GNR, e no âmbito de uma investigação por diversos furtos em estabelecimentos comerciais e em veículos, que teve a duração de cerca de um ano, os militares localizaram e identificaram os suspeitos. “No decorrer da investigação, apuraram que os suspeitos operavam em rede, através de uma estrutura organizada que se dedicava a furtos de malas, carteiras, vestuário e a furtos em veículos pesados de transporte de mercadorias. Posteriormente comercializavam os artigos subtraídos a potenciais revendedores”, foi explicado, em comunicado. Refira-se que alguns dos furtos ocorreram na região do Tâmega e Sousa.

No seguimento da ação policial, foram realizadas cinco buscas domiciliárias e quatro buscas em veículos, tendo sido apreendido o seguinte material: 1 248 doses de haxixe; 218 doses de canábis; duas balanças digitais; quatro armas de fogo; 128 munições; 50 malas de diversas marcas conhecidas no mercado; 18 perfumes; um berbequim; uma bolsa com diversos objetos de programação de automóveis; dois sacos forrados com prata; 18 peças de artigos de vestuário e um telemóvel.

Os suspeitos, todos com antecedentes criminais por crimes da mesma natureza, foram detidos e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial da Maia e ao Tribunal Judicial de Penafiel. “Sobre um dos suspeitos pendia mandado de detenção, para cumprimento de pena efetiva de oito anos, pelo que foi conduzido ao Estabelecimento Prisional de Custóias”, foi referido ainda em comunicado. 

A ação contou com o reforço da Polícia de Segurança Pública.