O município de Castelo de Paiva, em parceria com a escola secundária do concelho e a Associação Nacional de Emergência Socorro e Catástrofe (ANESC), reuniu 124 alunos numa Ação de Formação em Suporte Básico de Vida, certificada pelo INEM, no dia 20 de dezembro.

Foi a primeira vez que a ação foi realizada e reuniu mais de uma centena de alunos da Escola Secundária de Castelo de Paiva sob o mote “ensinar gestos simples, que salvam vidas”, em que “aprenderam a sequência de procedimentos a efetuar, desde ver se há condições de segurança para ajudar a vítima, avaliar o seu estado de consciência, perceber se respira, ligar o 112 e dar todas as indicações necessárias, até iniciar o suporte básico de vida, enquanto não chegam os meios de socorro diferenciados”, explica o município em nota de imprensa.

Foto: Município de Castelo de Paiva

Liliana Vieira, vereadora da Câmara Municipal de Castelo de Paiva, destacou que “os jovens aprendem mais rápido e importa valorizá-los, de forma constante, com estas competências e conhecimentos, que podem ajudar a salvar vidas”. Para além disso, mostrou-se “agradada pela adesão e interesse demonstrado pelos alunos participantes”.

“Cada aluno formado e conhecedor dos procedimentos básicos de socorro pode contribuir para salvar uma vida”, realçou também Filipe Serralva, diretor médico do projeto desenvolvido pela Associação Nacional de Emergência Socorro e Catástrofe (ANESC), sendo que, “o suporte básico de vida é simples de fazer e essencial, e não pode haver suporte avançado de vida sem suporte básico de vida”, acrescentou o médico de emergência médica.

A parceria surge no âmbito de um projeto da ANESC de nome “Somos Um”, um programa que tem como objetivo “massificar o suporte básico de vida em todo o país e que pretende a formação a grupos de alunos de forma continuada, repetindo-a anualmente, procurando desta maneira ser um importante instrumento de cidadania e literacia em saúde, despertando as novas gerações para a importância destas formações na preservação e proteção do nosso maior bem que é a vida”, explica o município em comunicado.

Desta forma, a ANESC é “uma associação sem fins lucrativos que garante formação certificada pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) ministrada por médicos e enfermeiros”.

Foto: Município de Castelo de Paiva

Durante a cerimónia foi assinado um protocolo de colaboração entre a Sociedade Portuguesa de Literacia em Saúde e a Associação Nacional de Emergência Socorro e Catástrofe.

No evento marcaram presença o presidente da Câmara Municipal de Castelo de Paiva, José Rocha, a diretora do Agrupamento Vertical de Escolas de Castelo de Paiva, Pedro Luís, presidente da ANESC, Filipe Serralva, diretor médico do projeto SOMOS UM, Jorge Brandão, coordenador do projeto SOMOS UM, Cristina Vaz de Almeida, presidente da SPLS e João Paulo Carvalho, presidente da Secção Regional Norte da OE.

Esta iniciativa conta, ainda, com o apoio da Ordem dos Enfermeiros (OE) e da Sociedade Portuguesa de Literacia em Saúde (SPLS).