Félix Carvalho foi eleito presidente da Secção Regional do Norte da Ordem Farmacêuticos para o triénio 2022-2024. As eleições para os órgãos sociais da Ordem decorreram no passado sábado, dia 5 de fevereiro.

A Lista E liderada por Félix Carvalho foi a mais votada, com 53% dos votos, contra 44% da lista F encabeçada por Célia Alves da Silva, refere um comunicado. Na Direção estará também José Manuel Sousa Lobo, Carlos Sá, Alice Rodrigues e Ariana Araújo. Vitor Seabra será o presidente da Assembleia Geral, acompanhado por Ana Catarina Silva e Pedro Campos. O Conselho Jurisdicional será presidido por Nuno Cardoso, acompanhado por Inês Esteves, Pedro Soares, Catarina Lages e Maria Luís Queirós. Florbela Braga assume a presidência do Conselho Fiscal conjuntamente com Tiago Sousa e Isabel Cunha.

Félix Carvalho é natural de Santo Tirso e tem uma carreira farmacêutica de mais de 30 anos, contando ainda com a área da Farmácia Hospitalar, a que se seguiu a atividade docente na Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto, onde atingiu a categoria mais elevada (professor catedrático) em 2012. Atualmente, é responsável do Laboratório de Toxicologia e presidente do Conselho Científico, sendo ainda presidente da Sociedade Portuguesa de Farmacologia e da EUROTOX (Associação dos Toxicologistas Europeus e das Sociedades Europeias de Toxicologia). O mais recente eleito presidente da OF tem também uma ampla participação na área regulamentar, na Comissão de Avaliação de Medicamentos do INFARMED, no Grupo de Avaliação de Medicamentos Veterinários (GAMV) da Direção Geral de Veterinária, na Agência Europeia do Medicamento (EMA) e na Agência Europeia dos Produtos Químicos (ECHA).

Hélder Mota Filipe, pela Lista A, foi o vencedor do sufrágio para os órgãos nacionais, contabilizando 3.889 votos (65%), sendo agora o bastonário da Ordem dos Farmacêuticos. A lista B, encabeçada por Franklim Marques, registou 1.912 votos (32%). Participaram no ato eleitoral 5.976 farmacêuticos (42% dos eleitores), a grande maioria dos quais por via eletrónica (96%).

A tomada de posse do novo Bastonário e restantes órgãos nacionais, regionais e Conselhos dos Colégios de Especialidade deverá ocorrer no prazo máximo de 30 dias, informa um comunicado.