Uma falha na plataforma da Direção Geral de Saúde (DGS) expôs dados detalhados dos utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Informações que continham números de identificação fiscal, telefones, moradas, nome completo e data de nascimento dos portugueses. Contudo, não se sabe se houve aproveitamento destes dados.

Um problema na plataforma do Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica (Sinave), lançada pela DGS em 2014, permitia “extrair dados pessoais detalhados da população portuguesa”, adianta o jornal Público.

A questão foi identificada em março e o Centro Nacional de Cibersegurança resolveu a situação no espaço de três dias úteis. “O CNCS teve conhecimento deste caso em março e o mesmo ficou resolvido pouco tempo depois”, garantiu um porta-voz do CNCS.

Texto redigido com o apoio de Daniela Lenchyna.