O Facebook anunciou que decidiu terminar com todas as transmissões em direto em que sejam vendidas peças de roupa.

Em comunicado, a rede social anunciou que, a partir do dia 1 de outubro, “vai deixar de ser possível organizar qualquer evento novo ou agendado de compras em direto no Facebook.

Os utilizadores podem continuar a usar o Facebook Live para transmitir eventos em direto, mas deixam de ter à disposição funcionalidades específicas “como criar listas de reprodução de produtos ou identificar produtos nos vídeos em direto”.

A Meta justifica a decisão dizendo que os “comportamentos de visualização dos consumidores estão a mudar para vídeos de curta duração”, pelo que está a “alterar o foco para o Reels no Facebook e no Instagram, o produto de vídeo de curta duração da Meta”.

A empresa aconselha os utilizadores que tenham lojas online a utilizar o Reels, que permite também identificar produtos no Instagram.