O Team Bianchi Prata Honda chegou, esta terça-feira, dia 11 de janeiro, à etapa 9 do Dakar 2022, que “exigiu uma abordagem diferente para pilotos e máquinas”.

Nesta etapa, a volta em torno de Wadi Ad-Dawasir começou mais tarde do que o normal para manter os pilotos atrasados do dia anterior ainda em prova, indica a equipa em comunicado. “A esta altura do rally, a resistência dos competidores e das suas máquinas já se tornou um fator decisivo. A presença de montanhas, seguidas de caminhos que serpenteiam ao redor dos desfiladeiros, exigiu uma abordagem diferente para pilotos e máquinas. Apesar de haver menos areia, esta etapa ainda foi difícil até pela navegação”, escreveu.

Pedro Bianchi Prata comentou: “Foi uma etapa muito bonita hoje. Tinha um bocadinho de tudo, dunas, parte com pedras, trialeiras, vales. Muito diversificada. A navegação tinha-se que estar muito atento. Eu gostei muito, apesar de ter tido um pequeno azar hoje, porque partiu-se o elo de engate da corrente, mas, por sorte, o Paulo encontrou a corrente no meio da areia e, depois, como tenho as ferramentas todas comigo rápido consegui arranjar e não perdemos quase tempo nenhum. Mas foi uma etapa gira, o Paulo portou-se muito bem, andamos num bom ritmo sem arriscar, sem correr riscos. Já só faltam três dias, por isso, vamos a isto. Três dias, venham eles”.

Foto: Fotop

Para Arcélio Couto, a etapa “foi boa”. “Para já foi a etapa mais bonita de todas, caminhos de areia no meio de montanhas rochosas, com algumas dunas. Foi muito, simplesmente espetacular, já só faltam duas etapas para acabar o Rally Dakar”, disse.

Foto: Fotop

“Hoje, a nona etapa, uma etapa dura com cerca de 500 quilómetros de ligação e de etapa, em que 280 foram cronometrados. Mas uma etapa muito gira, com paisagens fantásticas em que apanhamos um pouco de tudo, areia, dunas, pedras trialeiras, no fundo teve todos os ingredientes. Foi uma etapa muito boa, fizemos uma navegação ótima, vim sempre com o Pedro. O Pedro tem uma experiência larga em termos de navegação, em que não perdemos tempo e foi uma etapa perfeita”, acrescentou Paulo Oliveira.