Até esta segunda-feira, dia 21 de março, e de acordo com o balanço efetuado pelo ministro da educação, Tiago Brandão Rodrigues, estavam oficialmente inscritas nas escolas portuguesas 500 crianças e jovens ucranianos.

Na semana anterior contabilizavam-se 300 alunos ucranianos inscritos, um número que “deve crescer já que continuam a chegar mais famílias ucranianas ao país e a formalização da inscrição no sistema educativo também não é feita logo nos primeiros dias após a chegada’‘, explicou Tiago Brandão Rodrigues.

Leia a notícia completa em expresso.pt.