Especiais

Dia da Mãe: Filhas de Helena Ribeiro têm “o beijo mais doce do mundo” e fazem “tudo valer a pena”

Ana Magalhães

02-05-2021

O último testemunho deste Dia da Mãe é de Helena Ribeiro, empresária e mãe de Francisca e Benedita.

“É o beijo mais doce e o abraço mais apertado do mundo”. É desta forma que Helena Ribeiro se pronuncia sobre as suas duas filhas, Francisca, de 12 anos, e Benedita, de três. Uma mãe que tem diariamente de conciliar a vida de empresária com o tempo dedicado aos “melhores presentes” que a vida lhe deu.

É proprietária do Ella’s Cabeleireiro e Centro de Estética (Ella’s Cce) em Constance, no concelho de Marco de Canaveses, um espaço que abriu há cerca de dez anos. “Foi sempre o que quis fazer, contudo, no início, não houve essa possibilidade. Quando a oportunidade surgiu, decidi agarrá-la com toda a força”, justificou.

E não se arrependeu. Dez anos volvidos, tem um “espaço que coloca sempre o cliente em primeiro lugar” e onde é deixada a garantia de “um atendimento personalizado e sempre a pensar no melhor para cada pessoa”.

Quando abriu o seu estabelecimento, Helena Ribeiro já era mãe de Francisca. A segunda gravidez passou-a toda no meio “de tintas e secadores”. Conciliar estes dois mundos é “difícil”, mas a empresária garante que, quando “se tem filhas maravilhosas tudo se consegue”. A profissional de beleza destaca ainda a “ajuda de um homem fantástico, que tem o nome de Jorge Bessa, que é um pai, um marido, um companheiro sem medida” e o seu “grande apoio”. Contudo, há também “uma mulher muito especial”, que é fundamental neste apoio. “A minha mãe está sempre lá quando preciso, é sem dúvida uma grande ajuda”, destacou.

Quanto às suas filhas, a mais velha, com 12 anos, é já “uma menina-mulher” que ajuda sempre que é preciso. “A vida também as adapta aos momentos mais agitados que temos. Elas próprias já sabem que o tempo às vezes se torna pouco, mas que é sempre de qualidade. Quando entro em casa, a atenção gira sempre à volta delas. Isso é uma regra que não pode ser quebrada”, garantiu.

No entanto, há momentos “difíceis” em que o trabalho aperta. “Às vezes, não podemos estar tanto tempo com elas ou fazer certas coisas. É óbvio que tentamos sempre estar e não fazer sentir que estamos porque o trabalho não deixa, mas às vezes fica difícil”, lamentou.

Apesar desta parte "menos boa”, esta incerteza é colmatada com o “amor incondicional” de ambas as partes. “A alegria delas quando entro, aquele abraço e o beijo… é tão bom quando chegam à minha beira e me dizem as palavras mágicas: ‘mãe, eu amo-te’. Faz tudo valer a pena”, referiu emocionada. Neste momento, Helena garante: “esquecemos tudo. A Francisca e a Benedita são, sem dúvida, a minha força, o meu orgulho, o melhor que tenho na vida. São o meu mundo! Agradeço a Deus esta bênção, somos uns sortudos por termos umas filhas tão especiais”, elogiou.

A profissional de beleza deixa ainda um conselho a todas as mães, empresárias e não só: “Nunca desistam, ser mãe compensa tudo o resto! Foi claramente o melhor presente que a vida me deu. Se não tivesse as minhas filhas, seria tudo muito mais difícil!”.