Especiais

Dia da Mãe: Elisa Ferreira é mãe e avó e garante que “são os maiores amores” da sua vida

Ana Magalhães

02-05-2021

Conheça o testemunho desta mãe e avó que concilia, desde o nascimento da sua primeira filha, a vida pessoal com a vida de empresária.

Ser mãe é o maior sonho de muitas mulheres. Um momento que é descrito como “inexplicável e único” e um amor que é caracterizado como “maior do que qualquer outro”. Ser mãe é “tudo” e o amor sentido por um filho é o “mais verdadeiro do mundo”.

É o caso de Elisa Ferreira, de 55 anos, que reside em Vila Boa de Quires e Maureles. Tem, pelas duas filhas, Ângela, de 36 anos, e Vânia, com 29, um “amor maior do que o mundo”. Contudo, durante toda a sua vida, teve de conciliar este amor com a sua vida profissional, uma vez que desde os 20 anos que trabalha na área da venda a retalho e comércio, como empresária, sendo sócia da empresa Gémeos Ferreira.

Foi algo com que teve de lidar durante toda a sua vida. Trabalhava quase todos os dias, incluindo fim de semana, e o tempo para estar com as suas filhas “era pouco”, mas garante que de qualidade. “Com vontade e amor pelos filhos tudo se consegue. Foi um pouco difícil, porque o trabalho rouba-nos tempo para acompanhar os nossos filhos. Mas com dedicação é possível”, garantiu.

Durante a infância e a adolescência das suas filhas, Elisa Ferreira e o seu marido, José Ferreira, fizeram “o possível e o impossível” para conseguirem acompanhá-las em todos os momentos. “Fizemos o nosso melhor e criamos duas filhas com a melhor educação possível. Trabalhamos aos fins de semana e elas tinham de estar aqui connosco, mas tentávamos sempre compensá-las. São agora adultas trabalhadoras e com princípios e isso é muito importante para nós”, referiu orgulhosa.

Ângela e Vânia dedicam-se agora ao negócio dos pais, trabalhando as duas na empresa. “É um orgulho tê-las a trabalhar connosco diariamente. São jovens e têm uma visão diferente do mundo, então o contributo delas é muito valioso. Ajudam-nos muito”, sublinhou.

Elisa Ferreira, para além do trabalho de mãe e empresária, tem agora um “trabalho extra”, uma vez que já é avó. “É outro tipo de amor, que também não se consegue explicar. No fundo, sou mãe duas vezes”, brincou.

Com o negócio “mais orientado”, agora já consegue ter mais tempo para os seus netos. “Sempre disse que os pais são para educar e os avós para estragar, porque não estamos diariamente com eles e quando estamos é para lhes dar mimo. Tento passar o maior tempo possível com eles e são, sem dúvida, mais três grandes amores da minha vida”, destacou.

As duas filhas e os três netos são, de acordo com Elisa Ferreira, “tudo” na sua vida, “o amor maior. Agradeço a Deus todos os dias por me ter contemplado com estes presentes”, realçou.

Para as mães e empresárias, esta mãe e avó deixa o conselho: “tentem acompanhar os filhos ao máximo e dar-lhes a melhor educação possível, sem nunca esquecer os sonhos e desistir deles! É necessário haver um equilíbrio entre as duas partes, só assim se conseguem atingir os objetivos”, concluiu.