Negócios

Fábrica de Penafiel produz primeira peça de moda com carbono negativo

Ana Regina Ramos

21-05-2021

Saiba mais sobre o método de produção.

Foto: Sheep Inc.

A fábrica Fatextil, de Penafiel, é a primeira da indústria da moda a produzir roupa com carbono negativo.

A notícia é avançada pela revista "Drapers", que selecionou a marca Sheep Inc., produzida pela Fatextil, como a "Melhor Iniciativa da Cadeia de Fornecedores", no "Drapers Sustainable Fashion Awards 2021". Esta marca sustentável afirma-se como "a primeira da indústria da moda" a ter um hoodie com uma pegada negativa de carbono.

Cada camisola é vendida por cerca de 160 euros (140 libras) e remove mais dióxido de carbono da atmosfera do que aquele que é produzido durante o seu fabrico, já que a pegada de carbono de cada peça é de dois quilogramas.

A lã utilizada é proveniente de três estações regenerativas de ovelhas da Nova Zelândia, que usam gestão inovadora dos terrenos, técnicas de alimentação e pasto que captam mais CO2 da atmosfera do que aquele que as operações emitem, tornando as propriedades e a lã que produzem carbono negativo.

Essa fibra de carbono negativo é depois processada pelos fornecedores parceiros por toda a Europa, que fazem uso a 100% da energia solar. A marca trabalha ainda com uma empresa alemã para fiar a lã de merino extrafina e aplicar um tratamento sem cloro no fio denominado Eternity X-Care.

Na Fatextil, cada hoodie é depois produzido utilizando energia solar a 100% e máquinas de tecer 3D para garantir que o processo de fabrico é zero desperdício. De seguida, os pedidos são atendidos pelo primeiro parceiro de logística britânico neutro em carbono, que usa energia solar e veículos elétricos.