Duas pessoas fizeram-se passar por funcionários da EDP e via telefone burlaram 21 vítimas em Portugal.

As burlas aconteceram através da aplicação MB Way e durante a realização de operações em terminais e de pagamento multibanco. De acordo com o “Correio da Manhã”, foram transferidos 645 mil euros para a conta da dupla.

Os arguidos atuaram via telefone, informando as vítimas que teriam sido alvo de cobranças indevidas na conta da eletricidade e que teriam valores a receber.

As vítimas são de todo o país e no Marco de Canaveses houve quem já tivesse recebido contactos com o mesmo fim, embora não esteja comprovado que seja a mesma dupla referida anteriormente.

Rui Mendes, um jovem de 26 anos de Marco de Canaveses, conta ao Jornal A VERDADE que recebeu “uma mensagem fraudulenta”, mas achou “estranho”, porque não tem “qualquer contrato com a EDP”, conta.

O que mais surpreendeu Rui Mendes foi “o profissionalismo dos burlões, que utilizavam o nome da empresa assim como a formalidade do texto, que continha até entidade e referência para o pagamento do valor que, supostamente, estava em dívida”, sublinha. 

Entretanto, a EDP disponibilizou no seu site oficial formas de perceber e combater estas fraudes, assim como os contactos para os quais é possível denunciar as mesmas.

Texto redigido com o apoio de Francisco Pinto, aluno estagiário da Escola Superior de Educação de Viseu.