Duas pessoas perderam a vida, após caírem a um poço de cerca de sete metros de profundidade, na manhã desta quinta-feira, dia 8 de setembro, na freguesia de Soalhães, no concelho de Marco de Canaveses.

O alerta foi dado pelas 10h55 e, para o local (Rua de Vergontas) foram acionados os Bombeiros Voluntários de Marco de Canaveses, com um total de cinco veículos, bem como a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Vale do Sousa.

Ao que o Jornal A VERDADE conseguiu apurar, o alerta foi dado através do 112, “por um jovem de 14 anos, que viu o seu pai, de 41 anos, cair no poço. O avô, com 63 anos, tentou socorrer, mas também caiu inanimado”, ao que tudo indica após a inalação de gases.

Para o local deslocou-se também a GNR e a Unidade Móvel de Intervenção Psicológica de Emergência do INEM.

As duas vítimas mortais estariam a fazer uma ligação de água a partir do poço, numa área de monte, apurou o Jornal A VERDADE.

José Pereira Pinto, de 63 anos, e Armando Filipe Pinto, de 41 anos, são as vítimas mortais. O mais velho era trabalhador da Câmara Municipal de Marco de Canaveses desde 1981, desempenhando funções de assistente operacional no Departamento de Obras Municipais e Urbanismo, Divisão de Vias de Comunicação.

A Junta de Freguesia de Soalhães e a Câmara Municipal de Marco de Canaveses lamentaram as mortes, em publicações feitas nas redes sociais.

Noticia atualizada às 17h26