O IEFP renovou o protocolo que permite à  Dolmen continuar a apoiar a criação de empresas e empregos, reconhendo a credenciação de Entidade Prestadora de Apoio Técnico (EPAT).

A continuidade do Programa de Apoio ao Empreendedorismo e à Criação do Próprio Emprego (PAECPE) permite à Dolmen “apoiar empreendedores dos concelhos de Amarante, Baião, Cinfães, Celorico de Basto, Marco de Canaveses, Mesão Frio, Penafiel e Resende, durante mais três anos, ou seja, até 2024.

O comunicado indica que “o apoio técnico prestado no âmbito deste protocolo não tem qualquer custo para o beneficiário e é destinado a desempregados, inscritos nos serviços de emprego, que sejam promotores de projetos de criação do próprio emprego ou empresa de pequena dimensão, através de programas e medidas de apoio promovidas pelo IEFP, e com instrumentos como o INVEST JOVEM, MICROINVEST e INVEST+”.

A Dolmen apoia os empreendedores na “elaboração de planos de investimentos e de negócio, na identificação de fontes de financiamento e na aferição da sustentabilidade, desenvolvimento e consolidação dos projetos”. Pode ainda prestar apoio técnico na consolidação do projeto, nos dois primeiros anos de atividade da empresa.

Desde 2017, a Dolmen já apoiou cerca de 70 empreendedores a criar o próprio emprego ou empresa e, durante este ano de 2022, prevê a elaboração de mais 20 candidaturas.