Esta quarta-feira, dia 20 de julho, assinala-se o Dia Nacional da Doação de Órgãos e da Transplantação. A GNR anunciou que já realizou 149 transportes de órgãos desde o início do ano.

Além disso, já empenhou nesse transporte 298 militares, tendo percorrido cerca de 34.428 quilómetros.

Em 2021, a GNR transportou 278 órgãos, empenhou 559 militares e percorreu 69.964 quilómetros.

Os distritos com mais transportes requisitados são Lisboa, Setúbal, Coimbra e Viseu, refere um comunicado da GNR.

Desde 1994 que a GNR desempenha, através da sua valência de trânsito, a missão de transporte de órgãos entre vários centros hospitalares. Desde 2008, já realizou 3.249 transportes, empenhando cerca de 6.523 militares e percorridos mais de 645 mil quilómetros.

“Após o contacto da Unidade de Saúde que detém o órgão a ser transportado, a GNR mobiliza de imediato uma patrulha de trânsito que fará o transporte do órgão, nas condições térmicas exigidas, até ao bloco operatório da unidade hospitalar requisitante, no mais curto espaço de tempo”, explica.

“A qualidade e segurança da transplantação de órgãos depende do tempo necessário para o seu transporte, competindo assim à GNR e em respeito das condições de segurança, chegar ao destino no menor tempo possível, contribuindo, deste modo, para o salvamento de mais uma vida”, conclui.