O jeito para o negócio é algo característico das mulheres da família Soares. Três das quatro irmãs enveredam pela área da moda e do vestuário e, são hoje, bem sucedidas, cada uma com a sua loja e cada uma num local diferente do concelho de Marco de Canaveses.

A primeira a abrir o seu próprio espaço foi Joana Soares, o “Calça e Veste”, na Feira Nova, freguesia de Bem Viver, há mais de 20 anos. A sua irmã gémea, Natália, era sua funcionária e, mais tarde, decidiu apostar num negócio por conta própria e abriu o seu espaço em Penha Longa, na freguesia de Penha Longa e Paços de Gaiolo, com o nome “Cantinho D’Natália”. A última a abrir o seu espaço foi Marisa Soares, no centro da cidade de Marco de Canaveses, o “Marisa Soares – Pronto a Vestir”. A mais nova das irmãs, Paula, após terminar os estudos, começou a trabalhar na loja de Joana.

“Gostamos muito da área da moda e a vida proporcionou-nos as oportunidades de abrirmos os nossos próprios negócios”, afirmaram as irmãs.

Sobre o “segredo” para o sucesso, as empresárias acreditam estar na “educação” transmitida pela mãe. “Foi uma mulher que nos ensinou o que era a vida. Ensinou-nos a colocar amor em tudo o que fazemos e, hoje em dia, tentamos transportar esse amor e esses ensinamentos para os nossos negócios”, referiram.

Para as irmãs, outro dos segredos é o facto de se manterem “sempre unidas”, o que acaba por ajudar nos negócios. “Somos uma família muito unida. Fazemos questão de estarmos juntos sempre que podemos”, revelaram as irmãs.

“A roupa alimenta a alma”, é uma das premissas das irmãs Soares, que têm sempre “produtos novos todas as semanas” para que nada falte aos seus clientes. “Quando vamos às compras já pensamos nas nossas clientes. As nossas clientes tornam-se nossas amigas e é isso que torna este negócio tão bom. Acreditamos que fazemos a diferença, porque uma peça de roupa nova faz-nos bem, à nossa auto-estima e ao nosso ego”.

Apesar destes últimos anos terem sido um pouco “controversos”, as irmãs mantiveram-se ativas e dinamizaram os seus negócios, com o objetivo de continuar a levar até às suas clientes “todas as novas tendências” e “os últimos modelos”. “Foi difícil, mas conseguimos dar a volta por cima”, sublinharam.

Joana, Natália e Marisa já são mães e o facto de trabalharem por conta própria permite-lhes “uma maior liberdade” para acompanhar os filhos em todas as atividades. “É uma mais valia, porque conseguimos estar presentes nos momentos mais importantes e também podemos trazê-los para as nossas lojas, quando é necessário”, revelaram.

Empresárias, mulheres e mães. Três irmãs que se lançaram na área do vestuário e pretendem continuar a levar as “melhores tendências” a todas as suas clientes, que estão espalhadas por todo o concelho e até fora dele. “Recebemos as nossas clientes sempre com um sorriso na cara e de braços abertos. Nas nossas lojas, todas se sentirão lindas e únicas”, garantiram as irmãs, em jeito de conclusão.