Foi detido, na segunda-feira, dia 17 de janeiro, em Salamanca, Espanha, o cidadão português, autor de vários roubos, com arma de fogo, a carrinhas de transporte de valores, cabecilha do “gang das Picaretas”.

A detenção surge na sequência de uma investigação já concluída, que correu termos na Diretoria do Norte da Polícia Judiciária, e em articulação com a Unidade de Cooperação Internacional (Unidade Nacional Europol) e com as Autoridades Espanholas.

O detido de 41 anos encontrava-se fugido desde 2013 e, “após ter sido colocado em liberdade por ter esgotado o prazo de prisão preventiva, foi localizado por esta polícia em Salamanca, usando documentos de identificação falsos, tendo sido detido pelas autoridades espanholas no âmbito de um Mandado de Detenção Europeu”.

O homem foi condenado, em dois processos, pelos crimes de associação criminosa, roubo agravado e detenção de arma ilegal, a penas de três e de doze anos de prisão e vai ser presente ao Tribunal – Audiência Nacional, em Madrid, tendo em vista a sua extradição para Portugal, para cumprimento de pena.

De acordo com um comunicado da Polícia Judiciária, os factos remontam aos anos de 2006 e 2007 e referem-se a um grupo de cinco indivíduos que “protagonizou, pelo menos, 14 assaltos a carrinhas de transporte de valores, nas zonas de Guimarães, Paredes, Felgueiras e Cabeceiras de Basto, utilizando, para além de armas de fogo de grande calibre, picaretas para partirem os vidros, à prova de bala, das carrinhas”.