O Serviço de Proteção da Natureza e Ambiente (SEPNA), do Comando Territorial do Porto da GNR, realizou, nos dias 17 e 18 de fevereiro, uma operação de fiscalização de subprodutos de origem animal (SPOA), na qual detetou 18 infrações, no distrito do Porto.

Segundo um comunicado da GNR, a operação de fiscalização, na qual fiscalizaram todo o circuito de subprodutos de origem animal, desde o produtor às unidades autorizadas, foi realizada a 20 operadores e dois veículos de transporte de subprodutos de origem animal.

Foto: GNR

Foram elaborados 18 autos de contraordenação, entre eles: um por falta de registo de transportador de SPOA, dois a explorações pecuárias sem registo, três por falta de marcação em contentores SPOA, um por falta de separação de resíduos, seis por falta de documento de transporte/guia de acompanhamento, dois por falta de etiqueta com categoria SPOA, dois por falta da menção “não destinado ao consumo humano” e um relativo a veículo SPOA não coberto.

Esta ação policial contou com o apoio de técnicos da Direção de Serviços de Alimentação e Veterinária da Região Norte e de médicos veterinários municipais dos concelhos de Penafiel, Paredes, Matosinhos e Felgueiras.

Foto: GNR

Artigo redigido com o apoio de Sofia Gomes, aluna estagiária da Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro.