A Agrival regressou a Penafiel, depois de dois anos, e, com ela, o tradicional desfile das candidatas a miss. Carla Costa foi eleita, no domingo, dia 28 de agosto, Miss Agrival 2022 e não esconde que se sentiu “em casa”, num evento que sempre fez parte da sua infância.

“Senti-me em casa, apesar de bastantes nervos. A Agrival é uma feira que é bastante conhecida, já desde criança, era uma festa que estava muito incutida em mim. Estar em palco foi uma sensação que já não tinha há mais ou menos três anos. Foi voltar a sentir o nervosismo, de estar perante uma plateia com tanta gente conhecida, numa terra que eu gosto tanto… Foi uma sensação muito, muito boa e acho que não podia ter corrido melhor”, conta ao Jornal A VERDADE.

Foto: Município de Penafiel

“Quando era pequenina, ia sempre com os meus avós porque era uma feira bastante frequentada por eles e que eu gostava bastante. Tinha zero expectativas, era mesmo para ver o mundo atrás disto. A família foi lá e apoiou, quer ganhasse ou não. Tive a sorte de ganhar. Foram incríveis as reações e, depois, a nível de amigos – que alguns conseguiram ir ver – e mesmo o feedback da internet foi incrível! É muito bom ter esse carinho das pessoas, mesmo de pessoas que não me conheciam. A família vibrou tanto como eu”, continuou.

Foto: Município de Penafiel

A jovem é natural de Paredes, tem 20 anos, está a frequentar a licenciatura em Marketing e interessa-se “bastante” pela moda, embora não estivesse ligada a este mundo. O palco já não é uma novidade, uma vez que frequentava aulas de dança, nomeadamente ballet, dança contemporânea, entre outras, mas desfilar foi uma primeira vez.

“Nunca me passou pela cabeça inscrever-me. Estava na Agrival a ajudar um stand, do Destino Viagem, e surgiu a oportunidade”, explica, referindo que acabou por aceitar algumas sugestões para que participasse e a experiência acabou por dar frutos. Além disso, a vitória acaba por ter também outro significado, já que era a primeira vez que o stand que representava estava presente na Agrival. “E deu mais que certo, só teve mais-valias”, disse.

Foto: Município de Penafiel

Carla Costa recebeu um prémio de 250 euros numa agência de viagens e acredita que o concurso “vale pela experiência”. “O backstage é incrível. É uma experiência que não temos oportunidade de ter no dia a dia e acho que toda a gente devia experimentar… a equipa, de ter colegas novas por horas. Geralmente, conhecemo-nos e, minutos depois, já temos de estar todas a conviver e estar todas no mesmo espaço”, comenta.

“Temos também de arriscar, porque, se calhar, podemos ser nós que temos sorte. Neste caso, fui eu, nunca acreditava e aconteceu. Estou completamente disposta a novos desafios. Foi um momento de desfile que nunca tinha feito e amei. Gostaria muito de repetir. Se surgir a oportunidade neste mundo, claramente que estaria disposta a aceitar”, concluiu.

Os restantes títulos foram entregues a Sara Teixeira – 1.ª Dama de Honor, Cátia Costa – 2.ª Dama de Honor, Regina Silva – Miss Fotogenia e Anna Petracca – Miss Simpatia.