A Polícia Judiciária anunciou, quinta-feira, dia 10 de fevereiro, ter conseguido evitar “uma ação terrorista” planeada por um jovem de 18 anos à Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

O alerta para o atentado terrorista foi dado pelo FBI, unidade de polícia do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, que, na sequência dos atentados do 11 de setembro de 2001, faz regularmente uma monitorização regular da dark web e de sites considerados perigosos.

Nessa monitorização regular da dark web, o FBI detetou este jovem português de 18 anos, natural do concelho de Batalha, em Leiria, que participava em chats onde falava da sua vontade de fazer ataques e se mostrava fã dos massacres em escolas nos EUA.

Leia o artigo na íntegra em sicnoticias.pt.