A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Lousada (CPCJ) associa-se novamente à campanha nacional “Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância”, promovida pela Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens.

“Serei o que me deres, que seja amor” é o mote para a campanha que vai decorrer ao longo do mês de abril, tendo como principais objetivos “sensibilizar a comunidade para a prevenção dos maus tratos na infância e promover uma cultura mais amiga dos Direitos das Crianças”, informa um comunicado da autarquia. 

Durante este mês vão ser dinamizadas várias iniciativas e atividades dirigidas à comunidade, às famílias e às crianças e jovens e vai estar patente a exposição do Laço Azul, nos edifícios municipais, bem como a iluminação do edifício Paços do Concelho com luz azul.

O Calendário dos Afetos é outra das iniciativas, que decorre online, destinada a crianças e jovens e respetivas famílias, para desenvolverem em conjunto.

A Operação “Laço Azul”, numa parceria com o Posto Territorial de Lousada da GNR, implementou a Operação STOP, de 4 a 8 de abril, em vários pontos do concelho, envolvendo crianças e jovens dos vários agrupamentos de escolas, com “o objetivo de sensibilizar a comunidade para a importância da promoção dos direitos das crianças e da sua proteção, através da distribuição do laço azul”.

Foi ainda lançado o repto às juntas de freguesia para que se associem a esta campanha e, ao longo do mês, vão ser divulgadas as iniciativas.