O auditório municipal de Baião recebeu, no dia 15 de dezembro, um seminário intitulado ‘Há 22 anos pelos direitos e proteção das crianças e jovens de Baião; Promoção e Proteção de Crianças e Jovens em Perigo – práticas e perspetivas’, uma organização da Comissões de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ).

A iniciativa marcou a comemoração do 22.º aniversário da CPCJ e contou com intervenções de especialistas nacionais da área.

O presidente da Câmara Municipal de Baião, Paulo Pereira, agradeceu “o trabalho notável que estas pessoas têm feito ao longo dos anos”, deixando também uma palavra especial “àqueles que exercem funções em nome individual e que de forma altruísta, disponibilizam o seu tempo, para se dedicarem ao bem-estar dos outros. Além dos membros que exercem funções obrigatórias, se não houvesse um reforço destes que o fazem em nome individual, dificilmente as comissões podiam funcionar”.

Paulo Pereira terminou a intervenção, dando “os parabéns à CPCJ de Baião, não só pelo conjunto de personalidades que conseguiu granjear para esta sessão, mas também pela adesão que aqui se pode ver e espero que aquilo que aqui se fizer hoje se possa traduzir nas melhores respostas possíveis aos nossos cidadãos. Muito obrigado a todos”.

A abertura da sessão contou ainda com Paula Fernandes, em representação da presidência da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção de Crianças, que agradeceu o convite endereçado à Comissão Nacional para estar presente, enfatizando que “é sempre uma enorme satisfação poder participar em iniciativas desta natureza“, uma vez que “estar ao lado das 311 CPCJ´s espalhadas pelo país é também uma missão da Comissão Nacional”.