Entre 8 e 21 de fevereiro prevê-se perturbações na circulação devido a greves convocadas por vários sindicatos da CP – Comboios de Portugal.

O Sindicato Nacional dos Maquinistas dos Caminhos de Ferro Portugueses (SMAQ), Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Sector Ferroviários e Sindicato Ferroviário da Revisão Comercial Itinerante convocaram greves que, segundo a ACP – Comboio de Portugal promete “fortes perturbações” na circulação.

“Informamos que, por motivo de greves, convocadas pelos Sindicato Nacional dos Maquinistas dos Caminhos de Ferro Portugueses (SMAQ), Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Sector Ferroviário (SNTSF) e Sindicato Ferroviário da Revisão Comercial Itinerante (SFRCI), para o período compreendido entre as 00h00 do dia 08 de fevereiro de 2023 e as 24h00 do dia 21 de fevereiro, ocorrerão fortes perturbações na circulação, em todos os serviços, entre os dias 08 e 17 de fevereiro”, comunicou a CP, em nota publicada no site.

A empresa indicou também que a informação será atualizada, caso venham a ser definidos serviços mínimos pelo Tribunal Arbitral. “Aos clientes que já tenham bilhetes adquiridos para viajar em comboios dos serviços Alfa Pendular, Intercidades, Internacional, InterRegional e Regional, será permitido o reembolso, no valor total do bilhete adquirido, ou a sua revalidação gratuita para outro comboio da mesma categoria e na mesma classe”, acrescentou a CP.

No dia 9 de fevereiro, os trabalhadores da CP e Infraestruturas de Portugal (IP) vão estar em greve devido à falta de resposta às propostas de valorização salarial, adiantou a Fectrans.

“A direção do SNTSF/Fectrans em reunião hoje realizada decidiu enviar um pré-aviso de greve à CP, à IP-Infraestruturas, à IP-Telecom, à IP-Património e à IP-Engenharia, para o dia 09 de fevereiro, com a duração de 24 horas”.