O pico de novas infeções de COVID-19 na faixa etária dos zero aos nove anos já “aconteceu há cerca de uma semana”, é a conclusão que resulta da análise do matemático Óscar Felgueiras.

Citado pelo jornal Expresso, Óscar Felgueiras realça que os números da incidência cumulativa a sete dias estão a descer há quatro dias. “Neste momento aquilo que há de mais notório é de facto uma diminuição da incidência semanal nas crianças, que foi de cerca de 7% nos últimos quatro dias”, explica o matemático, acrescentando que “é expectável que com o atingir do pico nesta faixa etária haja um alastrar também para as outras, que já mostram também uma tendência de estabilização, mas que é natural que sigam depois o rumo que já foi iniciado pelas crianças”.

Carlos Antunes, da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa explica que “depois de passar pelo pico a sequência é a mesma, ou seja, a primeira faixa etária a responder no aumento é também a primeira faixa a responder na redução de casos”.

Restantes faixas etárias devem acompanhar a mesma tendência de redução nos próximos dias

Leia a notícia completa em expresso.pt.