Conta Coisas

Jovem cantor de Marco de Canaveses viveu “experiência incrível” no Coliseu dos Recreios

José Rocha

04-06-2021

José Pedro Bacelar, cujo gosto musical foi influenciado pelo avô, decidiu arriscar e cantar pela primeira vez em público na icónica sala de espetáculos.

É natural de Marco de Canaveses e, aos 16 anos, pisou o palco do Coliseu dos Recreios, em Lisboa, para cantar perante o júri do programa “Got Talent”, da RTP. O jovem em questão é José Pedro Bacelar, o qual garante ter vivido uma "experiência incrível”.

O marcoense reconhece que encarou a participação sem pressão e com as expectativas refreadas, já que tinha em mente desfrutar do momento e ouvir a opinião dos jurados: “participei no sentido de perceber em que é que poderia dar este passatempo - cantar, que, por agora, é só isso mesmo. Queria ouvir a opinião de alguém formado e foi muito nesse sentido.”

Mas, só pela aventura de participar neste formato, foi muito importante para o meu percurso!

José Pedro reconhece que, ao entrar em palco, sentiu algumas ‘borboletas no estômago’, ou não tivesse feito a estreia perante uma audiência mais robusta e ‘em carne e osso’. “Nunca tinha cantado em público antes! Durante o confinamento, dei alguns concertos no Facebook para alguns amigos, mas já tinha começado a cantar há algum tempo. A formação musical começou no Conservatório de Música da Madeira, que frequentei durante sete anos. A minha mãe desde sempre motivou-me e incentivou-me para que continuasse, mesmo quando fiz a transição para Portugal continental. Aí , comecei a frequentar o Conservatório de Paredes, onde estou a frequentar o ensino secundário”, explicou.

O inicio da sua formação musical começou no Conservatório de Música da Madeira o qual frequentou durante sete anos...A sua mãe desde sempre o motivou e incentivou para que continuasse e mesmo quando fez a transição para o Continente continuou a frequentar o Conservatório de Paredes onde está neste momento a frequentar o ensino secundário....

Muito do background musical do jovem foi-lhe incutido pelo avô, que lhe deu a ouvir as primeiras músicas de um género que viria a tornar-se numa preferência pessoal: “Primeiro, comecei a ouvir as músicas do Elvis Presley e depois de outros artistas, como Johnny Cash, Willie Nelson, Beatles e Bob Dylan. Comecei a descobrir o meu próprio estilo, que teve muita influência do meu avô. Viveu muitos anos na América e é grande fá deste tipo de música”, recordou.

Atualmente, José Pedro frequenta o ensino secundário na Escola Secundária de Paredes e admite que, por agora, a música trata-se apenas de um passatempo. “É um plano B, digamos assim. Ainda quero descobrir e aprofundar este plano para perceber o futuro. Sei que o mundo da música em Portugal tem muito pouca saída, mas pode ser que tenha sorte! Mas o meu percurso profissional ainda é uma incógnita e tenho de pensar bem”, reforçou.

Um rapaz de vários talentos, o jove dá também ‘uns toques’ enquanto comediante, tendo como referência maior o multifacetado Herman José, ao qual, curiosamente, assistiu pela primeira vez no Coliseu dos Recreios. A possibilidade de seguir esse percurso ou até conciliar os dois talentos, porém, está fora de equação, por agora. “Fazia uns espetáculos por brincadeira, mas agora já não! Houve uma altura em que gostava de ser comediante e ator, mas fui seguindo mais este caminho da música. Cheguei a ponderar conciliar as duas coisas, mas agora já não penso tanto nisso”, concluiu.

Comprove o talento de José Pedro Bacelar aqui.

14